Petrobras. Relacionamento com Investidores

Petrobras

Relações com Investidores

Petrobras e Eletrobrás assinam acordo de cooperação estratégica

Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2005 – PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS,[Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA], uma companhia brasileira de energia com atuação internacional, comunica que a Eletrobrás e a Petrobras assinaram hoje, 21 de setembro, um Acordo de Cooperação Estratégica para desenvolver estudos e projetos na área de geração de energia elétrica, no Brasil e no exterior. O acordo foi
assinado esta manhã, durante cerimônia no Ministério de Minas e Energia, em Brasília, na presença do ministro Silas Rondeau e dos presidentes da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, e da Eletrobrás, Aloisio Vasconcelos. Um dos objetivos do acordo é equacionar o atendimento às necessidades energéticas do país, combinando o uso do gás natural, dos  demais combustíveis fósseis e de outras fontes de energia, como a hidrelétrica e a nuclear.

A partir desta parceria, serão desenvolvidos estudos de demanda e planejamento da oferta de energia elétrica, gás natural, combustíveis fósseis e outras fontes de energia; estudos de otimização de sistemas hidrotérmicos; estudos e implementação de projetos integrados de produção de energia elétrica que visem ao atendimento da região Amazônica; intercâmbio técnico e tecnológico entre as instituições de ambas as empresas; análise econômicofinanceira de projetos de produção de eletricidade e de exploração e transporte de gás natural. O acordo também prevê a integração de projetos do Cepel e do Cenpes, centros de pesquisas da Eletrobrás e da Petrobras, respectivamente, e dos programas de conservação de energia (Procel e Conpet) desenvolvidos pelas companhias.

Pelo acordo de cooperação, a Petrobras e a Eletrobrás se dispõem a compartilhar as informações referentes ao desenvolvimento, à implementação e à operação do negócio. O acordo assinado, que terá prazo de cinco anos, também abre a possibilidade de participação de terceiros no desenvolvimento dos estudos e dos projetos, desde que haja consenso entre ambas as empresas. O documento prevê ainda a constituição de um Conselho Diretor, com a participação de cinco representantes da Eletrobrás e cinco representantes da Petrobras.

Última atualização em 

Close